No dia 11 de Fevereiro...

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Eu fiz um post que dizia o seguinte:

Eu não sei fazer absolutamente nada, mas quero e vou aprender algo, seja lá o que for. Então, até o final de Julho, eu tenho que conseguir:

Julho já passou, eu sei, mas ainda aparando o final de Agosto pela rabiola, eu volto aqui com o balanço final das minhas promessas.


Me livrar do vício da Coca-cola (esse eu sei que tem o grau de dificuldade dos 12 trabalhos de Hércules)


Como disse, muito difícil. Fracassei nesse intento. =(

Arrumar um emprego decente, em que eu não só pague as contas, mas que vez ou outra eu saia da ponta do lápis (Preciso muito, God)


Consegui. Consegui e fiquei bem satisfeita com ele.

Perder uns Kg (E não achar nunca mais)

Sobre o não achar nunca mais eu ainda não sei, mas de Maio até agora eu já perdi 9kg. \o/ Aêêêêê

Aprender a fazer todo tipo de comida e reaproveitar sempre as sobras.


Todo tipo ainda não aprendi, mas estou beeeem melhor na cozinha. Ainda preciso administrar essa coisa das sobras, mas estou no caminho. =)

Aprender um novo ofício e me dedicar à ele o bastante para que ganhe dinheiro


Eu até que aprendi fazer umas coisas artesanais, mas não ganhei nenhum mirréis com isso. Fail.

Ler um ou mais livros por mês (Essa é fácil, só preciso mandar a preguiça passear)


Puta merda! Que vergonha. Desde Fevereiro que eu só li dois livros. Morri!

Aprender a comer melhor, sempre


Segue na lista de resoluções para o próximo ano.

Valorizar tudo que tenho


Por incrível que pareça, eu aprendi a enxergar as coisas por outra ótica já não acho tudo banal. Posso dizer que consegui mais ou menos, né? =)

Cuidar mais da minha casa


Olha, posso dizer que venho tentando, mas ainda não foi desta vez. =(



Da mentira deslavada

domingo, 26 de agosto de 2012

Eu adoraria falar livremente sobre o meu trabalho. Porém, a ética ainda existe e a dignidade não deixa. O máximo que posso falar é que trabalho em uma grande administradora de cartões de crédito e benefícios e de como tudo lá tem feito com que eu enxergue as coisas de uma forma diferente.

Ao lado do Call Center( parei de xingar os atendentes, viu gente) fica o setor de contestação, que é o que eu trabalho. Lá eu tenho aprendido como o ser humano por ser tosco, vil, mentiroso e baixo.

Não sei se vocês sabem, mas todo e qualquer caixa eletrônico tem um sistema de câmera escondida, justamente para oferecer mais segurança para o usuário. Ou seja, toda movimentação dentro de um caixa é monitorada. Basta alguém desejar e solicitar as imagens.

Daí que do nada surgiu uma onda de neguinho ligando para reclamar de saques indevidos. E isso, óbvio, só quando chegava o dia do pagamento. Conferir o extrato do cartão ou o saldo nem pensar..nego só descobria o suposto saque indevido justamente no dia de pagar. 
As atendentes fazem o procedimento e encaminha para o setor. Fazemos um levantamento sobre onde o saque foi feito, se foi na mesma cidade, no mesmo estado, se foi no caixa eletrônico que o usuário tem por costume utilizar e, por fim, solicitamos as imagens dos caixas. Em 99% dos casos a reclamação é improcedente. Ou seja, neguinho foi lá, sacou, gastou como bem quis e depois tenta aplicar o golpe.
Eu me sinto envergonhada quando ligo para um cliente e informo que de acordo com as imagens do banco o saque foi feito por ele mesmo. Juro!
Aí começa todo aquele show de desculpas, de não lembrar de ter feito e tals. As desculpas são mais vergonhosas do que a própria confissão. Sim, porque eu morreria de vergonha ao admitir algo escroto assim.
Então que na sexta-feira eu atendi uma ligação de uma usuária que já começou assim: "eu fiz uma compra que eu não reconheço. " 
Isso mesmo..EU FIZ uma compra que eu não reconheço. Ora, se você fez a compra não precisa reconhecer mais nada. 
Sem contar que sua senha é sua assinatura eletrônica. Se você deu a senha para uma irmã, um amigo ou um parente que saiu comprando sem pena, isso não lhe isenta do pagamento, afinal, a segurança  do cartão é de inteira responsabilidade do titular.

sábado, 25 de agosto de 2012

Da última vez, antes de desaparecer por completo deste Blog, eu fiz um post cheio de promessas e sonhos. De tudo aquilo que prometi de pés juntos que faria, eu, mais uma vez, não fiz. Ou melhor, fiz apenas um. Mas não foi um qualquer, foi o mais importante: Um novo emprego.

Não é o emprego dos sonhos. Não ganho milhões, mas me trouxe um pouco mais de segurança e uma certa dignidade.

No começo, eu estava completamente apaixonada por minha nova rotina, meus novos "amigos" e todo aquele mar de responsabilidades. Dava aquela sensação de competência, sabe?

Então que fui promovida. Quer dizer, fui promovida teoricamente, porque o salário é o mesmo, apenas tenho mais responsabilidades, mais estresse e chateação. Brochei! =(

Não. Eu não estou jogando a toalha ou maldizendo o trabalho, é que às vezes é tão irritante fazer o que eu faço todos os dias, que fica aquela coisa chata de "é isso mesmo que eu quero?"

Sinceramente? Tenho certeza que não é. Mas também não sei o que eu quero. Até descobrir, vou fazendo o que preciso fazer e agradecendo muito a Deus por essa oportunidade.

Depois de um longo intervalo..

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Voltei para o meu querido Blog que tanto me acalmou nas tempestades (o editor de texto que o diga). Sumi porque sou uma desalmada, egoísta que pensa só em mim. Fui viver, curtir, ser feliz.

No meio do caminho, pintou um emprego básico, de carteira assinada, salário melhor e tals..mas como nem tudo é 100%, também tenho mais responsabilidades. Prometo voltar para contar em detalhes as dores e as delícias dessa nova empreitada. =)






Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!