Reflexões da semana

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Então que esta blogueira ingrata resolveu aparecer. Não foi falta de tempo, falta de net ou nada do tipo, foi falta de ânimo mesmo. As coisas estão um pouco esquisitas em todos os aspectos da minha vida. Resolvi me recolher um pouco para prestar atenção em tudo que está acontecendo.

Sem contar que eu não fazia ideia  de que criar um cachorro seria tão trabalhoso, porém, prazeroso. Bolinha consome todo resquício de tempo e paciência que me resta. Como ela é uma cadelinha velha, ela veio cheia de hábitos e um desses é o de só fazer as necessidades na rua. Ou seja, passeio diurno e noturno diariamente. Quando esqueço um só dia de passear com ela, a revolta acontece e ela faz xixi na minha cama. Ninguém merece.

No trabalho eu estou atracada em muitas responsabilidades, já que demitiram duas funcionárias (isso é assunto para outro post) e estamos dividindo o trabalho delas até que contratem alguém para a vaga.

No amor, ando mais assustada e precavida do que nunca. Sim, eu ainda estou namorando,mas como vocês sabem, é namoro com prazo de validade, já que em Setembro Miguel volta para a Espanha. Confesso que isso tem ocupado muito mais espaço em minha mente do que deveria, mas é complicado saber que você está vivendo um relacionamento legal, que está apaixonada por alguém que dentro de alguns meses irá partir. E nem tem aquela coisa de namoro a distância, porque estamos falando da Espanha e não do bairro/cidade/estado próximo. Enfim, estou deixando acontecer para saber o que o futuro me reserva. Espero que seja coisas boas. ;)

Desejos simples para Janeiro

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Todo ano é a mesma coisa: começo pedindo para cumprir as promessas do ano anterior, que são muitas e vão se acumulando até eu não lembrar mais nem da metade delas.
Este ano não (tá, é mentira. Eu continuo pedindo isso, xiuuu!). Este eu resolvi deixar rolar e desejar coisas em doses homeopáticas e coisas bemmm mais simples.
Para o mês de Janeiro, por exemplo, eu quero três coisas aparentemente simples, mas que estão me dando um baile.

1ª - Quero um layout novo para o Blog. Não que eu não goste desse. Pelo contrário, eu adoro. Mas eu peguei ele em um Blog com layout free, achando que estava abalando Bangu. Passeando aqui e passeando ali, vi uns 20 Blogs com o mesmo lay. Fiquei com a sensação de estar no meu Blog o tempo todo. 
Pesquisei o preço em dois lugares, mas no momento não se encaixa na minha realidade financeira, principalmente agora, que virei mãe de um cachorrinho velhinho, que exige N cuidados. 
Vou começar a guardar moedas em um cofre, quem sabe até Junho eu consiga juntar o valor. \o

2ª- Bonecas Tilda. Eu sou uma apaixonada por bonecas e desde que vi as Tildas desfilando por aí que foi amor a primeira vista. Não será dessa vez que terei uma no meu quarto e é pelo mesmo motivo do item anterior. 



3ª Último e não menos importante, mas que me deu uma vergonha danada de postar, visto que todas as minhas tentativas de conseguir fracassaram, vem as tão sonhadas estrelas de origami coloridas.

Gente, é sério. Eu sou apaixonada por elas, tenho até o vidrinho esperando as inquilinas, mas todas, eu disse TODAS as minhas tentativas em fazer as estrelas aparentemente fáceis, fracassaram. Eu não sei o que é, se é implicância, burrice ou uma força sobrenatural, porque eu já vi vários vídeos no Youtube, já li detalhadamente o passo a passo e não consigo fazer. Frustração define. =(

Não são lindas? Cute cute

Minha tara por essas estrelas é tão grande, que se alguma leitora souber fazer e tiver tempo, disposição e quiser fazer essa que vos bloga muito feliz, é só deixar um comentário dizendo que faz essas lindinhas pra mim que eu juro que mando papel e a grana do frete. Sim, gente, estou apelando. =)

Alguém ajuda? 

Trégua na batalha

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

2013 já é passado e 2014 uma realidade gritante na minha cara. Já virei o ano cheia de contas para pagar. 

Os últimos anos eu vivi numa verdadeira roda gigante. Estava por cima, estava por baixo, por cima, por baixo, nunca parando no meio, nem por alguns segundos. 
Essa loucura toda começou em Outubro de 2011, quando eu descobri que no fundo do poço havia um fundo falso e eu desci mais um pouco. Passei por privações e provações que nunca imaginei passar. Cansei. Descobri meu limite, fui além dele. Me esgotei física e psicologicamente. Pensei em desistir de tudo. Fui covarde. Deixei de remar e esperei a maré me levar. 
Dezembro de 2011 e finalmente um luz, mesmo que fraca, no fim do túnel. Pude respirar um pouco mais e ganhar fôlego para enfrentar aquele que seria o meu pior começo de ano. 2012 começou com tudo me puxando para baixo. Fiz o que pude e o que não pude para continuar vivendo. Inúmeras vezes pensei ser impossível continuar. Deixei passar, embora sem perceber, oportunidades maravilhosas. Sofri. Me isolei, me afastei dos amigos e da família. Batalhei meu espaço, mas só consegui um cantinho no final do beco escuro.
Junho de 2012 e tudo começou a melhorar consideravelmente. Novo ânimo, nova energia, mais expectativas, sonhos, desejos..voltei a viver e não mais sobreviver. Exatamente um ano depois, olha a vida tentando me jogar na lama de novo. O bom de passar muito tempo na lama é que você aprende a como sair dela com mais facilidade. Perdi o rebolado algumas vezes, mas não perdi o salto. Chorei noites infinitas e me questionei por que aquilo estava acontecendo comigo. Não entendia como as coisas sempre davam errado, apesar do meu esforço e entrega para que dessem certo. Deixei de questionar e de pensar. Segui o fluxo.
Dezembro de 2013 e a vida começou a me oferecer seu sorriso, embora tímido, mas já era grande coisa para quem só conheceu o choro. Resolvi sorrir de volta e abrir os braços, oferecendo meu colo.

Na virada do ano, abraçada a uma pessoa importante, além dos pedidos tradicionais de saúde, amor, paz, dinheiro e etc, o que eu pedi com muito fervor foi para perceber as oportunidades que a vida me apresenta, mesmo em forma de enigma. Perceber e agarrar com todas as minhas forças, porque só assim, não deixando as oportunidades irem embora, é que eu vou achar o caminho que quero trilhar.
Estou cansada de brigar com o mundo, com a vida.
Em 2014 eu só quero não travar tantas batalhas (internas e externas). Ter um pouco mais de tranquilidade e dormir, ao menos algumas noites, sem pensar em como solucionar problemas ao amanhecer. 

Vem ni mim, 2014. Sou toda sua. 






Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!